Absolutismo: surgimento, auge e crise no antigo regime

O Absolutismo nada mais é do que uma forma de governo que defende que uma pessoa, que normalmente é um monarca, deve ter o poder absoluto em suas mãos

Atualmente, quando nós falamos de monarquia, quase sempre nos lembramos da monarquia britânica, que mais parece um conto de fadas cheio de escândalos feitos para vender revistas e para alimentar blogs e sites de fofocas.

Sem relevância política dentro do Reino Unido, a monarquia britânica é hoje o exemplo de decadência das monarquias que um dia reinaram nos principais países do mundo, o tempo dos reis absolutistas.

Portanto, vamos conhecer nas próximas linhas, um pouco mais sobre o absolutismo, para entender o seu surgimento, o seu auge e a também a sua crise. Preste muita atenção a tudo!

O que é?

Absolutismo: surgimento, auge e crise no antigo regime

Antes de qualquer coisa, é importante entender o que é o absolutismo, que nada mais é do que uma forma de governo que defende que uma pessoa, que normalmente é um monarca, deve ter o poder absoluto em suas mãos.

Por esta teoria, este governante que tem o poder em suas mãos simplesmente se coloca como uma força que é independente de qualquer outro órgão.

Seu surgimento, segundo alguns especialistas, se deu na Europa, mais precisamente na França, quando o rei Luís XIV, que era conhecido como o “Rei-Sol”, no momento em que teve a morte de seu primeiro-ministro confirmada (1661), disse para seu chanceler que a partir deste momento, era a hora de iniciar um governo seu, e que os conselhos seriam muito bem vindos, somente quando eles fossem pedidos.

No entanto, há divergências, pois há indícios que apontem para monarquias absolutistas anteriores a este fato e também em outros continentes, como na Ásia, por exemplo.

O auge

Seu auge se deu quando, na Inglaterra, o rei Henrique VIII decidiu apoiado pela burguesia, ampliar todos os seus poderes monárquicos, reduzindo consideravelmente os poderes do parlamento.

Absolutismo: surgimento, auge e crise no antigo regime

Porém foi no reinado de Elizabeth I que o absolutismo ganhou vulto na monarquia britânica, já que foi durante este período, no século XVI, que teve início, entre outras coisas, a expansão marítima inglesa.

Queda

Na França, é possível afirmar que o absolutismo vê seu fim com a Revolução Francesa e com todos os eventos que se seguiram, com a decapitação do monarca e com a instalação de um governo supostamente mais ligado ao povo.

Já na Inglaterra, o fim do absolutismo chegou com a chamada Revolução Gloriosa, em 1688, que trouxe mudanças importantes para a lógica de funcionamento político britânico que vigoram até os dias de hoje.


Comentários

Mais Artigos de Cursinho ENEM

Qual a origem do Dia dos Pais? Qual a origem do Dia dos Pais?

Muitas pessoas comemoram esta data que sempre cai no segundo domingo do mês...

Segredos revelados da leitura dinâmica Segredos revelados da leitura dinâmica

Leitura dinâmica consiste em determinado conjunto de técnicas que facilitam o...

Terceirização do trabalho Terceirização do trabalho

Terceirização do trabalho é quando uma empresa contrata outra para a...

Principais vestibulares do Brasil Principais vestibulares do Brasil

Todo o ano, milhares de pessoas por toda parte do Brasil prestam...