Feminismo

O feminismo é um movimento social. Vamos saber mais agora?

Muito tem se falado, bem ou mal, a respeito do feminismo nas redes sociais, de modo que os internautas baseiam suas opiniões a partir da opinião uns dos outros. O que falta, porém, dentre essas divergências é o cunho educativo perante esse assunto tão polêmico. O feminismo é um movimento social, e como tal deve ser analisado e estudado, para, só então, podermos tomar um lado da questão.

Feminismo

Em que se baseia o feminismo?

O primeiro alvo dos críticos do feminismo é dizer que o movimento nada mais é do que um machismo oposto. Se analisarmos desde os primórdios e do que levou à rebelião das mulheres, discordaremos prontamente. O feminismo é uma luta diária pela conquista da igualdade e não a soberania da mulher em relação ao homem. Sua base é ser visto como igual, levando em conta suas peculiaridades. Homens e mulheres são diferentes, sim, têm necessidades diferentes, mas como cidadãos são iguais e como tal devem ser tratados social, cultural e economicamente.

Feminismo

A “transvaloração de todos os valores”

O pensamento do homem como chefe da família está enraizado na nossa cultura, o que leva a mulher a uma figura secundária e submissa. Mesmo com toda a luta por igualdade, ainda faz parte do nosso inconsciente a crença de que a mulher, apesar de trabalhar fora tal qual o homem, deve tomar conta dos filhos e das tarefas domésticas e o homem deve se preocupar com a parte financeira. O que precisa ser desconstruído é o pensamento, e eis a parte mais difícil. A luta deve ser pela desconstrução do pensamento, ou pelo que Nietzsche chamou de “transvaloração de todos os valores”.

A mulher como objeto sexual

Além de a mulher exercer o mesmo cargo que um homem e executá-lo com equidade ou até com superioridade e receber um salário inferior, a figura feminina é elevada ao ápice ao que tange sua sexualidade. Vista somente como um objeto sexual, ela perde seu conteúdo e seu valor na sociedade. É por esse tipo de igualdade que o feminismo luta diariamente, exigindo respeito desde as cantadas ofensivas nas ruas até os estupros. O pensamento machista se faz tão presente em nossa cultura que passa despercebido até entre as próprias mulheres. A cultura da moça que não deve ser “fácil” predomina a mentalidade e as faz acreditar que não devem usufruir de seus instintos sexuais tal qual o homem, pois ele tem o direito de viver sua vida sexual ao extremo.

Estude muitos outros assuntos atuais para o vestibular no Preparatório para o ENEM do iPED.


Comentários

Mais Artigos de Cursinho ENEM

Qual a origem do Dia dos Pais? Qual a origem do Dia dos Pais?

Muitas pessoas comemoram esta data que sempre cai no segundo domingo do mês...

Segredos revelados da leitura dinâmica Segredos revelados da leitura dinâmica

Leitura dinâmica consiste em determinado conjunto de técnicas que facilitam o...

Terceirização do trabalho Terceirização do trabalho

Terceirização do trabalho é quando uma empresa contrata outra para a...

Principais vestibulares do Brasil Principais vestibulares do Brasil

Todo o ano, milhares de pessoas por toda parte do Brasil prestam...